O que é mentalidade de líder 

02 de Dezembro de 2021

Vamos logo alinhar as expectativas para o texto que vai começar: quando falamos em líderes, não estamos relacionando com cargos ou posições. É natural nos tornarmos líderes em algum momento da vida, seja dentro do círculo familiar, no trabalho, em um esporte ou até mesmo como síndico do condomínio. Isso acontece porque a liderança não é uma forma de trabalhar ou de agir, mas sim uma mentalidade que interfere em todos os âmbitos da vida. 

 

A mentalidade de um líder busca todos os dias a evolução e o melhoramento, se adaptando e mantendo o alinhamento e engajamento constante entre todos os envolvidos em determinado projeto, seja ele qual for. Trazendo para a esfera corporativa em que estamos inseridos, um líder tem o papel de conseguir as melhores pessoas, mantê-las alinhadas e consequentemente fazer com que elas tomem as melhores decisões, sem que ele tenha que aprovar tudo - e nós acreditamos que a necessidade de aprovação é uma maneira infalível de retrair a criatividade e autonomia de um time. 

 

“Um líder não é alguém a quem foi dada uma coroa, mas a quem foi dada a responsabilidade de fazer sobressair o melhor que há nos outros”.

Jack Welch, gestor da GE.

 

O desenvolvimento da liderança não deve ser aplicado apenas em gestores e profissionais C-Level. Concluímos isso de acordo com um estudo do Brandon Hall Group, que indicou que 83% das empresas entrevistadas pelo grupo sentiram necessidade de melhorar as habilidades de liderança em todos os níveis. Dessas mesmas 83% empresas, somente 5% delas já aplicaram ou começaram a aplicar alguma estratégia para gerar essa melhoria, mesmo sabendo do grande impacto que a liderança gera no negócio. Quando falamos do impacto, estamos falando de alguns dados retirados de algumas outras pesquisas:

 

  1. 57% dos colaboradores entrevistados já saíram de algum emprego devido a seus gerentes, ao passo que 14% já saíram de vários empregos por este motivo. Além disso, 32% já consideraram seriamente deixar o emprego por conta de seus gerentes. (Fonte: DDI);

  2. 76% dos respondentes de uma pesquisa feita nos Estados Unidos afirmaram que têm ou já tiveram um chefe tóxico. (Fonte: Monster);

  3. Em uma pesquisa feita com 1.000 colaboradores, 91% afirmaram que a boa comunicação é uma habilidade que falta em seus líderes. (Fonte: Interact/Harris Poll);

 

Pensando no impacto que a liderança pode causar em um negócio, tanto positiva, quanto negativamente, separamos ideias para você, leitor, em 3 situações diferentes: características comuns de bons líderes, o que um líder não deve fazer e perguntas a se fazer caso você receba uma oportunidade de trabalhar em uma posição de liderança.

 

Características comuns de bons líderes:

  1. São bons orientadores e professores;

  2. Capacitam e empoderam o time ao invés de microgerenciar;

  3. Expressam interesse e preocupação pelo sucesso e bem-estar dos membros do time;

  4. São proativos e focados em resultados;

  5. São bons comunicadores e excelentes ouvintes;

  6. Tem uma visão estratégica clara para o time/projeto;

  7. Dão crédito à equipe e não somente a eles mesmos;

  8. Não procuram culpados, mas soluções;

  9. Contratam pessoas melhores do que eles mesmos;

  10. Valorizam mais o resultado do que o esforço;

  11. Demitem quem não faz bem ao time, independente do tamanho do talento;

  12. Tratam com privacidade problemas individuais;

  13. Não admitem fofocas;

  14. Assumem responsabilidades;

  15. Usam metas como incentivo, não como punição;

  16. Valorizam quem vai além do job description.

 

O que um líder não deve fazer:

  1. Liderar os outros antes de liderar a si próprio;

  2. Acreditar que já sabe de tudo;

  3. Negligenciar o fato de ter um mentor externo;

  4. Esquecer de priorizar a saúde física, mental e espiritual;

  5. Definir que o sucesso só está no trabalho e na equipe;

  6. Evitar demonstrar gratidão;

  7. pegar-se à raiva ou ressentimento;

  8. Esperar o perfeccionismo de si e de outros.

 

Perguntas a se fazer caso você receba uma oportunidade de trabalhar em uma posição de liderança:

  1. Você está interessado no poder ou na responsabilidade? Um bom líder lidera porque é chamado a ser responsável pelos outros, o que inclui não só o seu trabalho, mas também o seu bem-estar no local de trabalho. Os líderes que estão mais preocupados com o poder que vem com a posição geralmente não vão muito longe em suas carreiras. E se o fizerem, geralmente não são queridos ou eficazes.

  2. Você está motivado para liderar? Os líderes devem ter uma ambição ascendente de expandir sua esfera de influência na organização. Os líderes também precisam saber o que os motiva e o que é necessário para permanecer motivados em seus próprios projetos, além de permanecer motivados para gerenciar os membros da equipe.

  3. Você interage bem com os outros? Os líderes devem inspirar desempenho e moral, e geralmente você pode identificar esses líderes observando quem todos no departamento estão admirando, mesmo que sua liderança seja informal.

  4. Você aprende com experiências anteriores e busca novas? Um líder deve estar sempre crescendo, aprendendo com seus erros e sucessos do passado e também buscando oportunidades de aprender para o futuro. O ditado “Quem não aprende com a história está condenado a repeti-la” vale em dobro para os líderes. Não aprender com as experiências anteriores condenará uma equipe a repetir os mesmos erros. Nem uma equipe nem um líder podem crescer sem aprender com o passado, mas também devem estar dispostos a buscar oportunidades de aprender novos métodos e experiências.

  5. Você é confiante e confiável? Um bom líder está confiante em suas habilidades, mas não é um sabe-tudo. Existe uma linha tênue entre arrogância e humildade. Encontrar o equilíbrio certo é difícil, mas importante.

  6. Você consegue se ajustar a novas pessoas e situações, incluindo aquelas que não são claras e ambíguas? Os líderes precisam ver tons de cinza em vez de preto e branco. Um líder com uma atitude “do meu jeito ou da estrada” está condenado ao fracasso. Você deve ser capaz de colocar seus sentimentos pessoais de lado e olhar para as nuances de cada situação e aprender a se adaptar a uma miríade de personalidades e estilos de trabalho.

  7. Você está pronto para desistir de muito do seu tempo para ajudar os outros? Quando você se torna um líder, passa grande parte do seu dia administrando os outros e respondendo a suas perguntas, enquanto também tenta fazer seu próprio trabalho. O ex-CEO da General Electric, Jack Welch, disse isso da melhor maneira: “Antes de você ser um líder, o sucesso tem tudo a ver com crescer. Quando você se torna um líder, o sucesso tem tudo a ver com o crescimento dos outros. ”

  8. Você está realmente aberto a críticas construtivas e feedback? Porque você precisa ser. Como líder, você não só receberá muito mais críticas e feedback, mas também precisará aprender com isso - e rápido. Não levar as críticas para o lado pessoal e aprender a aceitá-las e aplicá-las não é uma habilidade natural para muitas pessoas. No entanto, essa é uma habilidade que pode ser aprendida com a prática.

  9. Você se sente confortável tendo conversas difíceis? Parte de ser um líder é ter conversas difíceis com o time, incluindo seus amigos ou mesmo com seus ex-companheiros de equipe. Isso pode incluir dar feedback ou até mesmo demitir um funcionário muito querido, mas de baixo desempenho.

  10. Você está disposto a ser responsável não apenas por suas ações, mas também pelas ações de sua equipe? Um dos aspectos mais difíceis da transição para uma função de liderança é se acostumar a ser responsável pelo trabalho dos outros e não apenas por você mesmo. Quando uma pessoa em uma equipe falha, isso também reflete uma falha de seu líder, o que pode ser difícil para muitos líderes aceitarem.

 

Esperamos que, com essa matéria, você consiga desenvolver cada vez mais a liderança em si, no seu time, na sua empresa e na sua vida como um todo. Além disso, que você reflita, genuinamente, se uma posição de liderança é para você, se você torna o ambiente que está inserido mais saudável e melhor quando está liderando. Caso a resposta para esse apontamento seja negativa, está tudo bem, tá? Lembre-se de aprender com as situações e cresça!

Giulia Massuco

Escrito por

Giulia Massuco

Content, Culture and Process Manager na Funnil

Postagens relacionadas