Growth e Marketing: entenda a diferença na prática

01 de Julho de 2022

Marketing e Growth Hacking são a mesma coisa? A resposta é NÃO.

Para algumas pessoas, o termo Growth é uma novidade. Para outras, o nome já é conhecido, mas ainda existem algumas confusões do que ele realmente significa e quais são as diferenças entre ele e Marketing Digital.

Com essas dúvidas cada vez mais presentes no nosso meio, decidimos esclarecer de uma vez por todas esse tema para você não errar mais. 

Vamos entender juntos?

 

CONCEITO DE GROWTH HACKING:

É importante ter em mente que Growth não é um método. É uma mentalidade de negócio que busca testar e avaliar esses testes com dados para entender o que realmente funciona e o que pode fazer a sua empresa crescer. Dessa forma, após desmistificar a ideia de growth,  você estará preparado para compreender as suas diferenças para o marketing.

Clique aqui para entender todos os conceitos e as definições de Growth.

 

CONCEITO DE MARKETING DIGITAL:

Apesar de ser um termo mais conhecido no mercado, vamos explicar também ao que ele se refere. Se você tem ou trabalha em qualquer tipo de negócio, já deve ter ouvido falar que a presença digital é fundamental. 

Com o mundo cada vez mais conectado que temos hoje, é praticamente impossível comercializar os seus produtos ou serviços sem usar estratégias do marketing digital. Estar nas redes sociais é estar presente. 

Portanto, o marketing digital nada mais é do que um conjunto de informações e ações que podem ser feitas em diversos meios digitais com o objetivo de promover empresas e produtos. Até aqui fez sentido para você? 

 

ENTÃO, QUAL A DIFERENÇA ENTRE GROWTH HACKING E MARKETING DIGITAL?

O Growth Hacking, como o próprio nome já diz, tem o objetivo de gerar crescimento exponencial, sempre atuando em cima de hipóteses e testes científicos. Já o marketing atua com técnicas já comprovadas no mercado. Ou seja, apesar de colaborarem um com o outro, não são a mesma coisa. 

GROWTH: une vendas, dados e marketing em uma só operação.

MARKETING: comunica e divulga o seu serviço ou o seu produto.

É interessante ter em mente que a necessidade de se reinventar é uma constante. Por isso, é fundamental aplicar a mentalidade de Growth nas ações.

 

PODE ATÉ EXISTIR MARKETING SEM GROWTH, MAS NUNCA GROWTH SEM MARKETING! 

Para implementar uma mentalidade de Growth, é importante construir uma base sólida, que garanta que as melhorias implementadas não coloquem nada a perder. Ao seguir esse conselho, finalmente se torna possível observar um crescimento cada vez mais significativo na empresa. 

Já falamos anteriormente, mas vamos esclarecer mais uma vez. Growth é teste e não ter medo de testar. Tendo um nome ou um produto consolidado no mercado, você tem a chance de descobrir e ser o pioneiro. 

 

GROWTH E CRESCIMENTO ASTRONÔMICO:

Outro diferencial de operar além do marketing é estar preparado para um crescimento exponencial. Esse é o objetivo, então, quando acontecer, a sua empresa não vai se assustar com surpresas. Ela terá tudo planejado. 

 

DICAS PARA USAR O MARKETING E O GROWTH AO SEU FAVOR:

Agora que você entendeu os benefícios e as funcionalidades dessas duas importantes áreas, vamos aprender a colocar em prática?

1. INVISTA EM ANÁLISE DE DADOS:

É indispensável fazer um estudo de todos os pontos que são importantes para determinar os caminhos a serem seguidos. Entre esses dados, você deve incluir as dores dos clientes, como reter e fidelizar esses clientes e as formas eficientes de manter o bom relacionamento com cada um deles. 

2. TENHA IDEIAS, BUSQUE UMA NOVA MENTALIDADE E INOVE:

Tudo bem buscar referências no mercado, porém, tendo sempre em mente que o que já está feito, já está feito. Isso não é ter pensamento estratégico. Pensar de forma estratégica é inovar, é se destacar tentando e errar até finalmente acertar. Portanto, estude, abra a sua mente e inove.

3. CONVERSE COM OS SEUS CLIENTES:

Para vender bem é fundamental compreender a dor dos clientes. O que eles esperam? O que eles precisam? O que pode fazer com que o seu negócio se torne indispensável? Conversar e compreender esses pontos faz toda a diferença. Antes de implementar melhorias, é preciso entender como organizar a casa para apenas depois pensar no que pode ser feito.

4. CORTE PROJETOS DISPENSÁVEIS:

Essa ideia de apego por um produto ou serviço que não vende é algo totalmente dispensável. Com certeza muita coisa desnecessária está sendo feita. Então, entenda o que pode estar gerando gastos de tempo e dinheiro e elimine. Sem medo. Se você questionar o porquê dessas ações serem feitas, vai perceber que muitas delas não se sustentam no negócio.

5. SE A SUA EMPRESA TEM CAIXA, USE AO SEU FAVOR:

Tenha sempre em mente que um crescimento orientado pelo produto significa um produto que, cada vez mais, atende por conta própria as necessidades do seu consumidor. Quebrando a lógica, pense em modernizar. Ao invés de investir apenas em serviços complementares ao produto, invista em formas de divulgá-lo para que cada vez mais ele se torne autossuficiente e se venda em mais quantidade e menos esforço. 

Portanto, tendo caixa, pare de investir apenas em melhorias diretas ao produto. As pessoas precisam descobrir a sua marca, produto ou serviço.

Invista em anúncios, em profissionais de marketing e de growth realmente capacitados e que podem fazer seu nome se difundir. Isso é investimento.

Para entender cada vez mais sobre esses assuntos, te convidamos a acompanhar as plataformas da Funnil. Nelas, estaremos diariamente e semanalmente compartilhando dicas, ideias e novidades para negócios. 

E agora, depois de finalmente entender as diferenças entre Growth e Marketing, faz sentido implementar esse mindset no seu negócio?

 

Nos acompanhe!

INSTAGRAM: funnil.co
LINKEDIN: Funnil
SITE: https://www.funnil.co/funnews 

 

Em caso de dúvidas, entre em contato. Nosso time vai estar pronto para te ajudar. Vamos crescer juntos? 

Janaina Rauber

Escrito por

Janaina Rauber

Head of Content at Funnil

Postagens relacionadas